O que é mangá e anime? Onde encontro?


Origem do Mangá

Ao contrário dos gibis e HQ’s que surgiram nos tabloides americanos no final do século XIX, o mangá tem uma história muito mais antiga e surgiu a partir do teatro japonês. Durante o período Nara (século VIII d.C.), surgiu o teatro de sombras no Japão que entretinham os navegadores que aportavam nos vilarejos japoneses.

Com o tempo, as estórias passaram a ser eternizadas nas páginas de revistas e assim surgia o mangá. Apesar de sempre ter sido bastante popular, os mangás passaram a enraizar-se ainda mais na cultura japonesa durante a II Guerra Mundial, quando eram poucas as opções de entretenimento.

Com o fim da guerra e a reconstrução do Japão, surgiam incentivos para publicações no país e foi no período pós-guerra que a indústria do mangá começou a tomar as proporções que tem hoje. Nessa época de grande incentivo á publicação de mangás, Osamu Tezuka criou as características de personagens de mangás e animes, com os olhos grandes tal como são desenhados hoje.

Assista ao vídeo abaixo para saber como foi o começo dos mangás no Brasil:



Como ler mangá?

Ao contrário dos “comics”, os gibis americanos, os mangás são originalmente publicados com a leitura oriental, feita da direita para a esquerda (veja o exemplo abaixo). Ou seja, o que no Ocidente seria o fim da revista, no Japão é o início. Os quadrinhos e os balões que contêm os diálogos também seguem a mesma regra: comece sempre de cima para baixo e da direita para a esquerda.


O que é anime? Eles vem dos mangás?

Anime ou animê, se refere a animação que é produzida por estúdios do Japão. A palavra é a pronúncia abreviada de "animação" em japonês, onde esse termo se refere a qualquer animação. Para os ocidentais a palavra se refere as animações vindas do Japão. A origem da palavra é controversa, podendo vir da palavra inglesa animation ("animação") ou da palavra francesa animé ("animado"), versão defendida por pesquisadores como Frederik L Schodt e Alfons Moliné. Ao contrário do que muitos pensam, o anime não é um gênero, mas um meio, e no Japão produzem-se filmes animados com conteúdos variados, dentro de todos os gêneros possíveis e imagináveis (comédia, terror, drama, ficção científica, etc.).

Uma boa parte dos animes possui sua versão em mangá, os quadrinhos japoneses. Os animes e os mangás se destacam principalmente por seus olhos geralmente muito grandes, muito bem definidos, redondos ou rasgados, cheios de brilho e muitas vezes com cores chamativas, para que, desta forma, possam conferir mais emoção aos seus personagens.

Anime: Inuyasha

A indústria de anime consiste em mais de 430 estúdios de produção, incluindo grandes nomes como o Studio Ghibli, Gainax e Toei Animation. Os animes atingem a maioria das vendas de DVD e têm sido um sucesso internacional após a ascensão de dublagens em exibições televisionadas. Este aumento da popularidade internacional resultou em produções não-japonesas usando o estilo de arte do anime, mas essas obras têm sido definidas como Animação influenciada por animes, tanto por fãs quanto pela indústria.

Os animes apresentam características bastante distintas, como o uso de uma direção de arte ágil, enquadramentos ousados e a abordagem de temas variados, como ficção científica, aventura, terror, infantil e romance. É bastante comum, mesmo nas produções infantis, encontrar situações de humor adultas.

Anime: Shingeki no Kyojin/Attack on Titan

Formatos

Os Animes têm vários formatos, como os de séries para a televisão, filmes ou home vídeo (OVAs e OADs) ou via internet (ONAs):

  • Série de televisão: transmitido pela televisão aberta ou paga, e geralmente, com o fim da série há o lançamento do DVD. Comparado com filmes e OVAs, a qualidade da imagem pode ser muito menor por ter um orçamento distribuído em um grande número de episódios. Muitos títulos apresentam 13 ou 26 episódios com duração de 23 minutos. Na maioria das vezes, possuem créditos iniciais e finais, cenas curtas que anunciam o início e o fim do intervalo comercial e prévia do episódio seguinte.
  • Filme: exibidos em cinemas e, mais tarde, lançados em DVD, ou, em alguns casos, em canais pagos. Geralmente apresentam a qualidade de vídeo e o orçamento mais alto. Muitos animes são unicamente lançados em filmes. No entanto, há casos em que os filmes são na verdade uma edição minimizada da série de televisão.
  • OVA ou OAV (sigla de Original Video Animation): é o anime produzido para ser vendido em DVD e VHS e não para ser exibido na TV como uma série. Assim como filme, depois de algum tempo, o OVA pode passar em canal fechado também. Normalmente são mais curtos que os filmes e possuem mais de um episódio.


Vale a pena ler online? 

Como nem sempre todos os mangás é publicado no Brasil pelas editoras, existem vários meios de se encontrar esses quadrinhos na internet, em scan online ou para download, mas se você apóia seu autor favorito, talvez não seja um boa opção. Existem muitos sites que disponibilizam conteúdos em formato e-book original.

Onde encontro mangás para comprar?

Os mangás no Brasil podem ser encontrados em bancas ou sites de venda de livros. Mangás originais podem ser comprados pelo eBay ou pelo Amazon.

Anime: Blood Lad

Como e onde ver anime?

Os animes são feitos para o público japonês e passam na TV japonesa, mas existem muitas formas de vê-los. Muitos sites de "animes online" se dedicam a fazer esse trabalho, sites como Animes X ou AnimaKai. Se você for usar esse modo para ver animes, recomendo procurar por fansubs dedicadas a traduzir, eles deixam o episódio em um bom formato e também realizam uma ótima tradução, ao contrário de sites de animes online.

Se você é contra a pirataria não se preocupe, existem muitas opções no mercado para ver suas animações favoritas, como a Netflix e o Crunchy Roll.

Mais sites e serviços para você ver animes online, aqui.


"Otaku"

Com o crescente sucesso dos animes, surgiu pelo mundo uma comunidade de fãs que se tornaram conhecidos como otaku. O próprio termo é alvo de discussões, pois no Japão, (o verbete significa no Japão de uma forma mais "livre","pessoa sem vida" "pessoa que não faz nada" e etc...) muito dos espectadores de anime não se consideram otaku, preferindo fugir do rótulo controverso.

Anime: Blood Lad

Fontes: Mangas JBCWikipédia, TecMundo

Postagens mais visitadas deste blog

Nova atualização Free Fire: Novo modo, novo personagem, nova arma e novo veiculo

No Blue Without Yellow | O mundo de Van Gogh animado em 3D